CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 1999

Armando até ofende Paulo César




O presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Armando Marques, resolveu baixar ainda mais o nível das discussões sobre as arbitragens no Campeonato Brasileiro deste ano. Ontem, em entrevista ao Jornal Nacional, ele insinuou que o árbitro paulista Paulo César Oliveira, que pertence ao quadro da Fifa, é burro. 'Ele tem qualidades? Tem, mas acho que está sofrendo de diarréia mental. Eu até mandei um fardo de alfafa para ele', disparou o dirigente, ele mesmo um árbitro muito contestado na época que apitou, nas décadas de 60 e 70.

Paulo César deixou de colocar na súmula do jogo a invasão de campo no jogo Botafogo (RJ) 2 x 3 Inter, no Caio Martins. Além disso, o árbitro expulsou o apoiador Juninho, do Vasco, na partida contra o Paraná, depois de o jogador ter sofrido pênalti. Oliveira entendeu que Juninho simulara a falta. Isso e outros lances da partida provocaram a invasão de campo por parte do vice do Vasco, Eurico Miranda. O fato provocou o final do jogo.



Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil